quinta-feira, abril 12, 2007

1 ano


A Ana descobriu que o ESTRANHO MUNDO DE XÔN está de aniversário hoje.

Parabéns, cosquirídia!

Continua a nos encantar com teus posts, teu dom e sabedoria em escrever.

Bjs.

10 comentários:

Ana disse...

Yesssssssssss!

Nem sei do que gosto mais: do seu humor, inteligência e ironia ou daqueles posts em que ele fala da sua infância ou de pessoas a quem admira, que sempre me deixam emocionada e com vontade de chorar!

Parabéns pro Xôn!

cida disse...

Parabéns pra esse monstrinho verde-terrorista que me encanta e que admiro cada dia mais!!!!
Quero um pedacinho de bolo!!!!!
Xôn, desejo que teu blog te dê prazer como nos dá alegria e emoção.
PS: Só podia ser a mãe coruja a alardear o teu 1o aninho.É muita babação!!!!!!!!!
beijão

Graziana disse...

que bela homenagem!
O Xôn merece ;)
bjo Rosa!

Zeca La-Rocca disse...

Este teu temporão é dos "bão"

vai longe... hehehe

Parabéns p o Xôn!

Sean Hagen disse...

*




eeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeê
te adoro Rosinha.

e junto com essa catrefa toda,tudo fica melhor.

é bom ter vocês por perto.




*

clarice disse...

Leitura diária o blog do Xon!!
Adoro!!
Torço para que ele fique escrevendo e nos emocionando!!!
Parabéns!!

Rosamaria disse...

viu só, filho, como foi merecidsa a homenagem? a catrefa todoa te adora!

obrigada a todos vocês.

bjão pra todos.

Rosamaria disse...

qta letra a mais!

huáhuáhuá

hoje é sexta-feiraaaa, 13!!!!

Clélia Riquino disse...

Olha só, e eu nem tinha visto o monstrinho verde por aqui... Qdo bati o olho nele, lembrei-me imediatamente, do Sean!

Catrefa... acho que não tinha ouvido falar! Corri pros dicionários e o Houaiss me salvou:

substantivo feminino
Regionalismo: Portugal (dialetismo)
grande quantidade (de gente ou coisas)
Ex.: uma catrefa de filhos
Etimologia
talvez alt. de caterva

Vivendo & aprendendo...!
bjos, pra você e pro nosso querido Sean

Rosamaria disse...

Clélia

Todos os dias a gente aprende alguma coisa nos blogs e o Houaiss nos salva.

O monstrinho é marca registrada do meu filho virtual.
Cosquirídia ele, né?

Bjim.

 
^