sexta-feira, novembro 07, 2008

Hoje é dia de Cecília!

.




Photobucket



A primavera chegará, mesmo que ninguém mais saiba seu nome, nem acredite no calendário, nem possua jardim para recebê-la.




Retrato

Eu não tinha este rosto de hoje,
Assim calmo, assim triste, assim magro,
Nem estes olhos tão vazios,
Nem o lábio amargo.

Eu não tinha estas mãos sem força,
Tão paradas e frias e mortas;
Eu não tinha este coração
Que nem se mostra.

Eu não dei por esta mudança,
Tão simples, tão certa, tão fácil:
- Em que espelho ficou perdida
A minha face?




Lua adversa

Tenho fases, como a lua
Fases de andar escondida,
fases de vir para a rua...
Perdição da minha vida!
Perdição da vida minha!
Tenho fases de ser tua,
tenho outras de ser sozinha


Fases que vão e que vêm,
no secreto calendário
que um astrólogo arbitrário
inventou para meu uso.


E roda a melancolia
seu interminável fuso!
Não me encontro com ninguém
(tenho fases, como a lua...)
No dia de alguém ser meu
não é dia de eu ser sua...
E, quando chega esse dia,
o outro desapareceu...






Há pessoas que nos falam e nem as escutamos, há pessoas que nos ferem e nem cicatrizes deixam mas há pessoas que simplesmente aparecem em nossas vidas e nos marcam para sempre.




Este post faz parte da blogagem coletiva proposta pela Leonor Cordeiro, do blog Na Dança das Palavras, para comemorar o aniversário desta tão importante escritora.



Cecília Meireles
Nascimento:07/11/1901
Natural: Rio de Janeiro - RJ
Morte:09/11/1964

Aqui vocês encontram mais sobre ela.

.

15 comentários:

EternaApaixonada disse...

*****

Hoje não farei nada mais que navegar pelos lindos mares e deleitar-me com as homenagens prestadas à querida poetisa!
Parabéns pelo lindo post! Um esplendor de escolhas que tanto exprimem a obra de Cecília Meireles!
Grande abraço.

*****

Luci Lacey disse...

Rosa

Vc arrasou, que mulher sensivel foi Cecilia e nos legou lindo acervo para recuperarmos das mazelas do dia a dia.

E terapeutico ler as poesias de Cecilia.

Beijinhos, bom final de semana.

Boa blogagem e vamos simbora, navegando e afogando em Cecilia, net afora.

Meire disse...

Rosa, adorei tua postagem...
E deixo para vc:

Timidez
Cecília Meireles

Basta-me um pequeno gesto,
feito de longe e de leve,
para que venhas comigo
e eu para sempre te leve...

— mas só esse eu não farei.

Uma palavra caída
das montanhas dos instantes
desmancha todos os mares
e une as terras mais distantes...

— palavra que não direi.

Para que tu me adivinhes,
entre os ventos taciturnos,
apago meus pensamentos,
ponho vestidos noturnos,

— que amargamente inventei.

E, enquanto não me descobres,
os mundos vão navegando
nos ares certos do tempo,
até não se sabe quando...

— e um dia me acabarei.

Professora Denise disse...

Oi querida, muito obrigada!
Adorei as poesias que escolheu! aproveitei e visitei seu Blog, gostei muito!
bjos

luzdeluma disse...

Cecília é emocionante e dos poemas que escreveu, em retrato, a constatação de se olhar no espelho e encarar as mudanças, não fisicas, mas as experiências, aprendizagens e cicatrizes que carregamos em nossa bagagem de vida! Boa blogagem!! Beijus

Carla M disse...

Legal que também tenha participado desta blogagem coletiva...
Escolhi a poesia Retrato para participar da Blogagem Coletiva!
O seu blog ganhou mais uma visitante... rs...
Bjôooooo

Cejunior disse...

Uma beleza os versos de Cecília Meirelles.
Um beijão

Osc@r Luiz disse...

Acho que Lua Adversa é uma unanimidade, né?
Parece que todo mundo se identifica com essas palavras...
Beijos, minha amiga querida!
Parabéns!

Meire disse...

"A minha alegria atravessou o mar
E ancorou na passarela
Fez um desembarque fascinante
No maior show da terra...
...É hoje o dia da alegria
E a tristeza, nem pode pensar em chegar"

Oliver Pickwick disse...

Iniciativas como esta são muito interessante. É impressionante o número de blogueiros que aderem a tais iniciativas. E, ao longo do seu blog, me lembro que você já aderiu a muitas outras, todas de utilidade pública.
A poesia é fundamental, e a Cecília Meireles, mais ainda.
Continue neste rumo, guria!
Um beijo, e um ótimo fim de semana para toda a família Dó-Ré-Mi! ;)

Odele Souza disse...

Rosa,

Bonito post Rosa. Também gosto muito de Cecília Meireles, uma brasileira que só nos deu motivo de orgulho.

Rosa, eu estou seguindo o teu blog e este post apareceu no meu side bar como é correto aparecer.E porque não aparece aqui na sua tela que sou uma de tuas seguidoras...?

O Blogger anda estranho.

Beijos e bom domingo.

Cristiane disse...

Rosa querida, tudo bem?

Cecília é tudo de bom, não é mesmo? Eu adoro! É na minha opinião, a maior de nossas poetisas! Também participei, e postei um poema que acho lindo também.
Ainda em tempo querida, um bom fim de semana!

maristela disse...

Não é sem motivo que Mario Quintana amou Cecília. bj

Carla Silva e Cunha disse...

muito interessante

Denise BC disse...

Belo tributo a Cecília, também participei dessa blogagem, achei uma delícia ter um dia para ler os poemas dessa grande mulher.

 
^