segunda-feira, outubro 27, 2008

Blogagem coletiva - Abre aspas

.






Como disse no primeiro Abre aspas, eu poderia postar poesias de autores famosos, mas desta vez escolhi uma blogueira, conhecida dos que estão sempre por aqui, mas não sabem da sua veia poética.

Ela fala sobre qualquer coisa...sem o menor critério! É a roca que fia os fios que unem coisas , entrelaçam idéias, tecem sentimentos. Ela é só uma "guria" de Lavras.
É a Ana, do Roccana.


Ela "escreve poesias lindas e intensamente femininas", tem "sensibilidade à flor da pele, à flor da alma, à flor do toque...", ela "transmite bem seus sentimentos, as palavras fluem", é o que dizem dela lá no Roccana Poesias.

Quem visita o Roccana sabe da sensibilidade, do amor e da capacidade com que ela trata tudo o que faz. Aqui, aqui e aqui vocês ficam sabendo tudo sobre ela, escrito por ela.

Isto é mais que poesia, é pura emoção.



.
Propaganda enganosa
Alarme falso
Cd pirata
Engodo
engano
plágio
blefe.
eu
me
sinto
assim
cada vez
que falo
de emoções.
nada é novo.
tudo já foi dito
descrito
rimado
mentido
nada faz sentido










Vergonha!



assim, do nada...
ele pegou um papel
e começou a ler...
eram minhas palavras
ditas por ele
meus versos
falados assim
pausadamente
como se tirasse a minha roupa
eu
ali
nua
crua
e rubra







Imagem

em frente ao espelho
tiro a roupa
jogo tudo no chão
me olho
frente e verso
e me encaro
meu olhar é duro
seios
de quem amamentou
barriga
de quem pariu
pelos
pernas afastadas
braços soltos
pés no chão
perfil
gosto do que vejo
em frente ao espelho
uma vida inteira
constato
que o espelho, cúmplice,
me sorriu
não pela imagem
que espelhava
mas por tudo
que intuiu



Novos tempos

ah, a liberdade!
(ainda que tardia)
a delícia das manhãs
com sol
as longas tardes
sem horas marcadas
e as noites
de descobertas...



A Ana é uma poeta apaixonada que sabe transmitir seus sentimentos em versos.
Visitem o Roccana Poesias e verão que tenho razão.

Este post faz parte da blogagem coletiva proposta pela Lunna.


.






10 comentários:

Jorge C. Reis disse...

Parabéns pela divulgação. Voltarei aqui

Graziana disse...

tens razão sim!
A Ana emociona com suas poesias e textos! eu adoro!
saudade de vc tb! Agora ando voltando devagar aos blogues! ao meu também que estava meio largado...
beijos querida!

tita coelho disse...

Muito legal tua escolha Rosa! :) Vou passar a ler mais a Ana, os versos dela são belíssimos!
beijos querida

Sonia H. disse...

Rosa,

Lindos poemas! Você tem toda a razão em divulgá-los!
Amei. Amei.
Beijos,

Grace Olsson disse...

ANA, VERSOS LINDOS...COMO PÅOUCOS..BJS E DEIAS FELIZES

Georgia disse...

Rosa, que linda escolha. Eu sabia que a Ana também fazia poesia. Vou lá para homenageá-la hoje.

Estou achando muito interessante essa blogagem que muitas de nós estamos homenageando poetisas do nosso tempo e dos blogs que visitamos. É uma nova geracao.

Bom saber que vc está bem e de volta.

Grande beijo

Ana disse...

Rosinhaaaa!!!!!!!!!

Quer me matar do coração??

É engraçado! Publico minhas coisas lá, meio escondidinhas! Quando leio em outro espaço, morro de vergonha! Acho que, para as minhas poesias, não sou "Anamostrada"!! Heheheheh!

Mas, claro: fiquei feliz! Com a tua indicação e com os comentários dos leitores do Rosa147!!

"Obrigada"!!

Beijo, Coisquirídia!!

acqua disse...

Que delícia encontrar novos poetas. Sua participação foi especial. É muito bom poder desbravar novos horizontes através da poesia. Meu abraço e meu sincero agradecimento...

Espaço Mensaleiro disse...

Beijão gata!

Gostei.

Apareça no Espaço Mensaleiro.

Eliana alves

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
 
^