quinta-feira, setembro 03, 2015

Pastel de Belém

.






Ingredientes:

1 pacote de massa folhada
manteiga para untar

Recheio:
1 pote de nata
6 gemas
6 colheres de açúcar


Modo de fazer:

- Unte as forminhas, forre com a massa folhada e fure com um garfo.

- Passe as gemas pela peneira, misture o açúcar e a nata e leve ao fogo, em banho-maria, mexendo sempre até engrossar.
- Deixe esfriar e coloque nas forminhas.
- Leve ao forno pré-aquecido em 180 graus, até ficarem douradas, mais ou menos meia hora.

Fica dos deuses!

Bom apetite!


.

terça-feira, julho 28, 2015

Bombocado de assadeira

.

Fácil, rápido de fazer e fica uma delícia!




Bombocado de assadeira


2 copos de açúcar
1 copo de farinha de trigo
1 colher de manteiga ou margarina
100g de queijo ralado
4 ovos
1/2 litro de leite
1 lata de leite condensado

Misturar tudo e colocar em assadeira untada.
Forno até dourar.



Bom apetite!


.

segunda-feira, julho 20, 2015

Torta Nega Maluca

.

Hoje é aniversário do Flávio.
Parabéns, filho! Desejo a ti toda paz, amor, carinho e felicidade do mundo.
Mas além de te cumprimentar, venho agradecer por tudo o que já fizeste por mim e que sempre me deu só alegrias.
Filho maravilhoso, pai exemplar, profissional reaponsável, que Deus te proteja, ilumine e oriente sempre.
Te amo por dimaissss!
Bjão



Como sempre fiz a torta preferida do Flávio.
Que Deus me dê ainda muitos anos, para que eu possa sempre fazer as tortas que os filhos gostam no dia do aniversário de cada um.





Torta Nega Maluca



4 ovos
2 xíc. de açúcar
1 xíc. de Nescau
1 xic. de leite morno
2 xíc. de farinha de trigo
1 colher de fermento em pó
1 xíc. mal cheia de óleo


- Misturar bem as gemas com o açúcar e o nescau;
- Acrescentar o leite, a farinha, o fermento e o óleo;
- Por último as claras batidas em neve;
- Dividir em duas formas;
- Assar em forno brando.


Recheio 1 e cobertura:

2 latas de leite condensado, cozidas por 1:15h em panela de pressão
1 lata de creme de leite sem soro

- Misturar com garfo (não fica muito bonito, mas fica bom);
- Depois de cobrir, salpico chocolate granulado.



Recheio 2:

Disco de merengue
6 claras
18 colheres de açúcar
1 colher de suco de limão ou vinagre
raspas de limão

- Bater as claras em neve e colocar o açúcar aos poucos, batendo muito bem;
- Acrescentar o suco de limão e bater mais um pouco;
- Misturar as raspas de limão sem bater;
- Colocar em forma untada, forrada com papel alumínio e untada novamente;
- Forno médio, sem fechar totalmente (eu coloco um pano dobrado na porta);
- Desenformar depois de frio, direto em cima do recheio.


Montagem:

- bolo
- recheio 1
- recheio 2 - disco de merengue
- recheio 1
- bolo
- cobertura - recheio 1
- chocolate granulado


Das gemas dos ovos que usei para fazer o disco de merengue, faço doce de ovos moles. Coloco só num lado da torta e marco, pois só eu gosto.


Bom proveito!


.

segunda-feira, julho 13, 2015

Romeu e Julieta de Forno

.

Deu uma vontade de comer isso hoje!!! Vim procurar no blog e resolvi compartilhar com vocês, sem deletar os comentários.
Vai lá e faz! É fácil e muito delicioso!



Vi lá no Roccana, que levou daqui e trouxe pra vocês, porque acho que fica delicioso:




Para fazer um pirex médio:
Uma goiabada grande cortada em tiras médias para forar o pirex, inclusive as laterais, 2 copos de requeijão, 2 latas de creme de leite e 3 ovos.

Bata o requeijão, o creme de leite e os ovos no liquidificador. Depois, jogue o creme por cima da goiabada que já está forradinha no pirex.

Leve ao forno por mais ou menos 50 minutos em banho-maria no forno médio ou até quando pegar uma corzinha em cima. Pronto!!!



Fotos daqui.




Bom proveito!


.

quarta-feira, junho 24, 2015

A mente apaga registros duplicados

.

.





Editando um texto postado em 02/03/2010, mas que sempre é bom ler de novo.



A mente apaga registros duplicados 
Por Airton Luiz Mendonça
 
(Artigo do jornal O Estado de São Paulo)
 
O cérebro humano mede o tempo por meio da observação dos movimentos.

Se alguém colocar você dentro de uma sala branca vazia, sem nenhuma mobília, sem portas ou janelas, sem relógio.... você começará a perder a noção do tempo.

Por alguns dias, sua mente detectará a passagem do tempo sentindo as reações internas do seu corpo, incluindo os batimentos cardíacos, ciclos de sono, fome, sede e pressão sanguínea.

Isso acontece porque nossa noção de passagem do tempo deriva do movimento dos objetos, pessoas, sinais naturais e da repetição de eventos cíclicos, como o nascer e o pôr do sol.

Compreendido este ponto, há outra coisa que você tem que considerar:

Nosso cérebro é extremamente otimizado.
 

Ele evita fazer duas vezes o mesmo trabalho.
 

Um adulto médio tem entre 40 e 60 mil pensamentos por dia.
 

Qualquer um de nós ficaria louco se o cérebro tivesse que processar conscientemente tal quantidade.
 

Por isso, a maior parte destes pensamentos é automatizada e não aparece no índice de eventos do dia e portanto, quando você vive uma experiência pela primeira vez, ele dedica muitos recursos para compreender o que está acontecendo. 

É quando você se sente mais vivo.
 

Conforme a mesma experiência vai se repetindo, ele vai simplesmente colocando suas reações no modo automático e 'apagando' as experiências duplicadas.

Se você entendeu estes dois pontos, já vai compreender porque parece que o tempo acelera, quando ficamos mais velhos e porque os Natais chegam cada vez mais rapidamente.

Quando começamos a dirigir automóveis, tudo parece muito complicado, nossa atenção parece ser requisitada ao máximo.

Então, um dia dirigimos trocando de marcha, olhando os semáforos, lendo os sinais ou até falando ao celular ao mesmo tempo.

Como acontece?
 
Simples: o cérebro já sabe o que está escrito nas placas (você não lê com os olhos, mas com a imagem anterior, na mente); O cérebro já sabe qual marcha trocar (ele simplesmente pega suas experiências passadas e usa , no lugar de repetir realmente a experiência).

Ou seja, você não vivenciou aquela experiência, pelo menos para a mente. Aqueles críticos segundos de troca de marcha, leitura de placa são apagados de sua noção
 de passagem do tempo. 

Quando você começa a repetir algo exatamente igual, a mente apaga a experiência repetida.

Conforme envelhecemos as coisas começam a se repetir - as mesmas ruas, pessoas, problemas, desafios, programas de televisão, reclamações, -.... enfim... as experiências novas (aquelas que fazem a mente parar e pensar de verdade, fazendo com que seu dia pareça ter sido longo e cheio de novidades), vão diminuindo.

Até que tanta coisa se repete que fica difícil dizer o que tivemos de novidade na semana, no ano ou, para algumas pessoas, na década.

Em outras palavras, o que faz o tempo parecer que acelera é a...
 

ROTINA
 

A rotina é essencial para a vida e otimiza muita coisa, mas a maioria das pessoas ama tanto a rotina que, ao longo da vida, seu diário acaba sendo um livro de um só capítulo, repetido todos os anos.

Felizmente há um antídoto para a aceleração do tempo: M & M (Mude e Marque).
 

Mude, fazendo algo diferente e marque, fazendo um ritual, uma festa ou registros com fotos.
 

Mude de paisagem, tire férias com a família (sugiro que você tire férias sempre e, preferencialmente, para um lugar quente, um ano, e frio no seguinte) e marque com fotos, cartões postais e cartas.


Tenha filhos (eles destroem a rotina) e sempre faça festas de aniversário para eles, e para você (marcando o evento e diferenciando o dia).

Use e abuse dos rituais para tornar momentos especiais diferentes de momentos usuais. 


Faça festas de noivado, casamento, 15 anos, bodas disso ou daquilo, bota-foras, participe do aniversário de formatura de sua turma, visite parentes distantes, entre na universidade com 60 anos, troque a cor do cabelo, deixe a barba, tire a barba, compre enfeites diferentes no Natal, vá a shows, cozinhe uma receita nova, tirada de um livro novo. 

Escolha roupas diferentes, não pinte a casa da mesma cor, faça diferente.
 

Beije diferente sua paixão e viva com ela momentos diferentes.

Vá a mercados diferentes, leia livros diferentes, busque experiências diferentes. 

Seja diferente.
 

Se você tiver dinheiro, especialmente se já estiver aposentado, vá com seu marido, esposa ou amigos para outras cidades ou países, veja outras culturas, visite museus estranhos, deguste pratos esquisitos... em outras palavras... V-I-V-A. !!!
 

Porque se você viver intensamente as diferenças, o tempo vai parecer mais longo.

E se tiver a sorte de estar casado(a) com alguém disposto(a) a viver e buscar coisas diferentes, seu livro será muito mais longo, muito mais interessante e muito mais v-i-v-o... do que a maioria dos livros da vida que existem por aí.

Cerque-se de amigos.
 

Amigos com gostos diferentes, vindos de lugares diferentes, com religiões diferentes e que gostam de comidas diferentes.

Enfim, acho que você já entendeu o recado,
não é? 

Boa sorte em suas experiências para expandir seu tempo, com qualidade, emoção, rituais e vida. 



E
 S CR EVA em tAmaNhos diFeRenTes eem CorES
di fE rEn tEs ! 

CRIE, RECORTE, PINTE, RASGUE, MOLHE, DOBRE, PICOTE, INVENTE, REINVENTE... 

V I V A !!!!!!!!
Web Bug from http://gfx2.hotmail.com/mail/w4/pr01/ltr/i_safe.gif
Web Bug from http://gfx2.hotmail.com/mail/w4/pr01/ltr/i_safe.gif

domingo, junho 14, 2015

Receitas juninas (só porque é junho...)

.

Este post foi publicado duas vezes, agora, como é época de festas juninas e tenho recebido pedido de receitas por e-mail, trago novamente.


As duas primeiras receitas são minhas, a de doce de abóbora e a cocada são bem como faço. As fotos são do Google e os comentários foram conservados.



Arroz-de-leite


Cozinhar:
1 xícara de arroz
em 1 1/2 litro de leite
1 pitada de sal

Acrescentar:
1 lata de leite condensado
½ litro de leite quente

Deixar ferver um pouco e, se precisar, colocar mais leite.
O arroz tem que ficar bem solto no leite.
Quando tiver bem cozido, retire do fogo e acrescente 4 gemas passadas na peneira
Volte ao fogo para engrossar.
Retire novamente, deixe resfriar e coloque1 lata de creme de leite
Sirva em taças e polvilhe canela em pó.

Dá pra diversificar o sabor, colocando canela em rama ou raspas de casca de limão enquanto cozinha o arroz.
Um dos meus filhos gosta de colocar calda de açúcar queimado em vez de polvilhar canela em pó.








Canjica cremosa





Ingredientes:
1 xícara de canjica
1 1/5 litro de leite
1 lata de leite condensado
3 ou 4 gemas
1 canela em pau

Modo de Preparo:


Coloque a canjica de molho em água fria por 8 horas. Escorra e coloque em uma panela juntamente com o leite.
Adicione o pau de canela e leve à fervura em fogo baixo para que os grãos fiquem macios. Teste e, se estiver no ponto, adicione o leite condensado.
Ferva novamente para encorpar o líquido. De uma batida nas gemas e passe na peneira, acrescente ao desligar o fogo.
Sirva quente salpicando com canela em pó.




Doce de abóbora





Ingredientes:
1 kg de abóbora descascada
1 colher (sopa) de cal virgem para uso culinário
4 xícaras de açúcar
2 xícaras de água
12 cravos-da-índia
1 canela em pau

Modo de Preparo:


Corte a abóbora em cubos de 3 cm. Desmanche a cal em

2 litros de água fria e despeje sobre as abóboras.

Deixe descansar por 2 horas. Escorra e elimine a água. Lave
os pedaços de abóbora em água corrente por 2 ou três vezes.
Coloque o açúcar e a água em uma panela e leve
à fervura. Adicione os cravos e a canela. Fure, de leve, os pedaços de abóbora para que a calda penetre. Coloque-os na panela.
Ferva em fogo baixo para que eles fiquem firmes porém macios.
Retire-os com uma escumadeira e coloque em uma compoteira. Reduza a calda até o ponto de fio e despeje sobre as abóboras. Deixe esfriar antes de servir.




Doce de leite em pedaços



Ingredientes:

1 kg de açúcar
1 colher (chá) de bicarbonato de sódio
3 litros de leite integral

Modo de Preparo:

Misture em uma panela grande 3 litros de leite integral, 1 kg de açúcar e 1 colher (chá) de bicarbonato de sódio.
Leve para cozinhar e, assim que ferver, reduza o fogo. Cozinhe por mais 3 horas e 45 minutos, mexendo de vez em quando, ou até obter uma mistura cremosa.
Retire do fogo e continue a mexer até a massa começar a ficar opaca.
Espalhe-a em uma superfície lisa e umedecida com água, na altura de 1,5 a 2 cm. Em seguida, corte-a, ainda morna, no formato de retângulos ou losangos.






Cocada






Ingredientes:


250 g de açúcar refinado
250 g de côco fresco ralado
100 g de leite condensado

Modo de Preparo:


Numa panela, leve ao fogo 200 g de açúcar com 60 ml de água e deixe até caramelizar levemente (dependendo da intensidade de cor que deseja dar ao doce). Adicione o côco, o açúcar restante e o leite condensado, misturando sempre com uma colher de pau até que a calda se torne espessa e em ponto de fio. Transfira para uma compoteira

e decore com cravo-da-índia. Se preferir uma versão mais firme, deixe a calda encorpar mais,despeje a mistura sobre uma superfície untada com manteiga e espere resfriar para cortar





Bolo de abóbora






Ingredientes:
1 colher (sopa) de óleo
1 xícara (chá) de açúcar
1 xícara (chá) de farinha de trigo
1 colher (sopa) de fermento em pó
1 xícara (chá) de leite de côco
500 g de abóbora madura picada
1/2 xícara (chá) de margarina light
2 colheres (sopa) de açúcar cristal
1/2 xícara (chá) de amido de milho
Modo de Preparo:


Coloque em uma panela, a abóbora, o leite de côco e o açúcar. Deixe cozinhar, em fogo baixo, por 40 minutos, ou até a abóbora estar bem macia. Mexa bem para ela ficar cremosa. Retire e, assim que esfriar, misture a margarina. Peneire em uma tigela a farinha de trigo, o amido de milho
e o fermento. Despeje o creme de abóbora e misture bem, mas sem bater.Unte uma forma para pudim,de 1,5 litro com o óleo e polvilhe com o açúcar cristal. Despeje a massa e coloque para assar em forno médio, pré-aquecido, por 45 minutos, ou até que, enfiando um palito, ele saia limpo.

Fonte: Revista Água na Boca










Bolo de fubá




Ingredientes:
3 ovos
2 xícaras (chá) de açúcar
2 xícaras (chá) de fubá
1 xícara (chá) de farinha de trigo
1 xícara (chá) de leite
1 xícara (chá) de óleo
1 colher (sobremesa) de fermento em pó
1 colher (sobremesa) de sementes de erva-doce

Modo de Preparo:

Coloque no liquidificador os ovos, o leite, o óleo, o açúcar,
o fubá e a farinha de trigo. Bata bem até obter uma mistura homogênea. Junte o fermento e as sementes de erva-doce e misture sem bater. Unte e enfarinhe uma forma com furo no meio e despeje a massa. Leve ao forno preaquecido em temperatura média (200oC) até dourar,ou até que,enfiando um palito no bolo ele saia limpo. Desenforme o bolo ainda morno e, se preferir, salpique açúcar e canela antes servir.
Fonte: Revista Menu




Broa de fubá





Ingredientes:
1 e 1/2 xícara (chá) de fubá
1 xícara (chá) de farinha de trigo
1/2 xícara (chá) de açúcar
1 pitada de sal
1 xícara (chá) de manteiga
1 xícara (chá) de leite
6 ovos

Modo de Preparo:


Peneire numa tigela 1 xícara (chá) de fubá com a farinha de trigo, o açúcar e o sal. Reserve. Misture numa panela a manteiga (reserve 1 colher de sopa), o leite e 1 xícara (chá) de água.Leve ao fogo e, assim que ferver,junte de uma vez os ingredientes secos. Mexa vigorosamente e cozinhe por 20 minutos, sem parar de mexer, até obter um mingau encorpado. O fubá deve ser bem cozido como se fosse polenta. Retire do fogo, despeje numa tigela e deixe esfriar por 15 minutos, mexendo de vez em quando. Ligue o forno

à temperatura média. Em seguida, adicione os ovos, um a um, mexendo sempre a cada adição. Continue mexendo vigorosamente até a massa ficar macia e um pouco mole (não é ponto de enrolar). Umedeça uma tigela de 10 cm de diâmetro (do tamanho de 1 xícara de chá) e polvilhe com parte do fubá restante. Coloque, na tigela, um pouco mais de 1 colher (sopa) da massa. Rode a tigela para formar as broinhas e disponha-as numa assadeira untada com a manteiga reservada. Deixe uma distância de 2 cm entre as broas. Repita a operação até terminar a massa.Sempre que necessário,umedeça um pouco a tigela e coloque mais fubá. Leve ao forno por 25 minutos, ou até as broinhas dourarem. Retire do forno e sirva quente.


Fonte: Revista Menu





Doce de batata-doce










Ingredientes:



2 kg de batata-doce
açúcar
leite puro de 1 côco

Modo de Preparo:

Cozinhe, descasque e passe as batatas pelo espremedor. Meça as xícaras de massa de batata para juntar a mesma quantidade de açúcar. Misture e leve ao fogo, mexendo até começar a largar da panela; acrescente o leite de côco e mexa até dar o ponto em que, ao virar a panela, o doce se desprenda completamente. Ponha em compoteira.






Curau de milho





Ingredientes:
12 espigas de milho verde
8 xícaras de leite
2 e 1/2 xícaras de açúcar
pitada de sal

Modo de Preparo:


Lave muito bem as espigas de milho, rale-as em um ralador cuidadosamente e, depois, raspe bem os sabugos com a ajuda de uma colher. Coloque em uma tigela e acrescente
o leite. Misture bem e deixe a massa descansar por 10 minutos. Coloque em um pano bem limpo ou peneira fina e esprema muito bem. Unte uma forma de bolo (com furo no meio) com um pouco de óleo de canola. Coloque em uma panela o caldo de milho e acrescente o açúcar, misture
bem e leve ao fogo cozinhando lentamente até que o curau engrosse, cerca de 40 minutos. Despeje a mistura na forma untada e deixe esfriar. Leva à geladeira e sirva, salpicando com um pouco de canela.




Se você quer receitas diet das delícias do arraiá encontra aqui



Bom proveito!


.








segunda-feira, junho 01, 2015

Suflê de moranga

.


Fiz hoje, simples de fazer e ficou delicioso!







1 moranga cabotiá, não muito grande, cozida e esmagada
cebola, alho e sal a gosto
2 ovos
1 cx de creme de leite
queijo ralado


- Num fio de azeite, refogar a cebola e o alho;
- Colocar a moranga, as gemas e o creme de leite, temperando a gosto;
- Bater as claras em neve e misturar gentilmente.
- Prato untado, cobrir com queijo ralado (eu misturei o queijo e coloquei pouco em cima);
- Forno até gratinar


Bom proveito!


.
 
^