segunda-feira, abril 07, 2014

Biblioburro - 8º BookCrossing Blogueiro

.


Luis Soriano quis dividir seus livros com as crianças de aldeias sem acesso à leitura


"Se eles não têm biblioteca, temos que inventar uma".
Com essa motivação o colombiano Luis Soriano começou a levar livros aos povoados de seu país onde as crianças não têm acesso a livros. O meio de transporte é a força dos burros Alfa e Beto.





A iniciativa recebeu o nome de Biblioburro e foi narrada ludicamente pela escritora Jeanette Winter, em um livro ilustrado cheio de cores e imaginação




A história conta que Luis tinha muitos livros, o que aborrecia sua mulher, livros não se podem comer. Então resolveu empreender a jornada de levá-los às aldeias perdidas de sua nação.


Saiba mais sobre o Biblioburro no vídeo da Comunidad Andina:




A história foi copiada daqui

Este post é para chamar a atenção para o  BookCrossing Blogueiro, de 16 a 22 de abril, portanto faltam poucos dias.
Como disse na chamada anterior, o BookCrossing Blogueiro é uma festa e se você quiser participar e ainda não sabe como, vá ao blog da Luma, onde tem todas as informações
Leve um banner para o seu blog, ou participe pelo Facebook, onde também pode resolver qualquer dúvida.




.



5 comentários:

Cintia Fumagalli disse...

Oi Rosa, adorei a ideia do dono dos burrinhos...da escritora ( o livro parece ser fofo demais! ) Da pessoa que colocou a ideia para a gente e voce que reproduziu e... assim, penso que vale a pena fazer o mesmo, irei divulgar sua publicação. Obrigada por compartilhar!
Beijo

Rosamaria disse...

Obrigada pela visita e por divulgares, Cíntia!
Seja bem vinda!
Bjim

Luma Rosa disse...

Ah, que bacana!!
Eu fico encantada com iniciativas como as do Luis Soriano. Quem dera tivéssemos mais e mais pessoas que compartilhassem os livros. Algumas pessoas se dizem "apegadas", mas isso não quer dizer "amor pelos livros".
Luis é professor e por isso sabe da importância de se espalhar cultura. A maneira que ele desenvolveu para espalhar seus livros com os outros, mostra-nos que os livros não são artigos de luxo e sim de necessidade - os benefícios da leitura são conhecidos por todos, mas ainda há pessoas que duvidam deles e eles acham que a leitura é uma perda de tempo.
O livro ilustrado baseado na ação, é uma boa forma de levar para as crianças o exemplo do sr. Luis e para os adolescentes o debate sobre a difusão da leitura e sua utilidade.
Aqui no Brasil temos uma iniciativa parecida, a bicicloteca, que foi destaque até em uma revista japonesa.
As pessoas são simpáticas à causa, basta colocarem a mão na massa! :D
Beijus,

Rosamaria disse...

Luma querida, é sempre uma honra receber tua visita, obrigada!
Também fiquei tão encantada coma iniciativa do sr. Luis Soriano, por isso resolvi divulgar. Que bom que alguém veja e resolva fazer o mesmo.
Bjim

Valéria Mendes disse...

Olá Rosa querida!
Passando por aqui para me atualizar das suas novidades.
Super bacana esse post. Adorei a ideia e a iniciativa do Sr. Luis Soriano.
Sabe, eu sou professora do ensino fundamental, de escolas de horário integral,os C.I.E.Ps, que hoje, não funcionam mais nesse esquema. Sempre tive essa preocupação de levar a leitura até as crianças e jovens. Tínhamos uma biblioteca cheia de excelentes obras, mas quase nunca, disponíveis para os alunos, por diversos motivos, como, espaços físicos em péssimo estado de conservação, falta de bibliotecários concursados e mais outras 'desculpas', o que é um absurdo. Coloquei-me a disposição para organizar todo o acervo e ficar a frente da biblioteca, mas, não permitiram. Sem, respostas, criei o cantinho da leitura, em todas as salas que eu trabalhava, com livros da escola, os que meus filhos leram, mais revistas em quadrinhos, jornais, enfim...fiz a minha parte. O que mais me emocionava, era o brilho nos olhos daquelas crianças e jovens, que nunca tiveram um livro em casa,se encantavam com algum exemplar e pediam emprestado. Iam embora, felizes da vida. Isso não tem preço.
Bjs

 
^