domingo, março 27, 2011

Castelo de Pedras Altas - visita ao interior

.

Depois de vermos os arredores, entramos para revivermos a época de Assis Brasil.

 Logo no hall de entrada do Castelo tem um biombo com aplicações em couro, onde constam assinaturas dos famosos da época, como Bento Gonçalves, Santos Dumond, etc.




Os móveis, em estilo colonial, foram trazidos de Nova York. Esta é a sala de entrada.



Esta mesa, onde assinamos o livro de visitas, é a mesma em que foi assinado o término da revolução de 1923



Sala do piano




Em outro canto da sala do piano tem fotos insólitas, como a que Assis Brasil aparece brincando de Guilherme Tell com Santos-Dumont. Exímio atirador, o diplomata acertou uma maçã colocada sobre a cabeça do pai da aviação.




Sala de jantar






A roca e uma peça de bronze, onde batiam para chamar para as refeições (desculpem, mas não sei o nome)




Outra sala, cheia de histórias, troféus, fotos e coisas lindas, como as cadeiras,





e as louças de Limoges com o monograma de Assis Brasil






Nesta salinha aconchegante, além de uma das 12 lareiras do Castelo,




encontramos mais fotos familiares,





o projeto da Granja do Castelo, uma maquete perfeita, feita por Assis Brasil e o brazão






A primeira suite no Brasil foi esta do Castelo. Os móveis do dormitório vieram de Paris





Naquela época, por lei, os banheiros teriam que ser construídos fora das casas, o do Castelo era completo, tinha até balança





A biblioteca do Castelo é um caso a parte. Tem mais de 15.000 livros, clássicos em inglês, francês e latim. Os 22 volumes da Enciclopédia de Diderot e D'Alambert, de 1751, talvez sejam a maior relíquia

.



A escrivaninha de Assis Brasil. 










A Maria Antônia esteve atenta durante toda a visita e foi quem mais fez perguntas, sendo sempre bem atendida pala Lídia, neta de Assis Brasil, a quem agradecemos.


.

5 comentários:

Lúcia Soares disse...

Rosinha, um pedaço importante da nossa história. Tudo bem documentado por suas fotos. E preservado pela família, como deve ser.
Foi um passeio pela história do nosso país.
E a netinha, muito atenta, será que se encantou e seguirá como historiadora? rsrs
Beijos!

Luciana Vannucchi de Farias disse...

Rosa...

melhor que essa verdadeira aula de história, só estando lá ao vivo para conhecer!!!

Beijocas...

Ana disse...

Já tinha vontade de ir lá... Agora fiquei com pressa! Heheheheh!

Amei teus posts!

Beijão!

J.F. disse...

Oi, Rosa.
Belíssimas fotos. Belíssima reportagem. Parabéns!
Abração.

Gestão Pública 2011 disse...

Oi Rosa, parabéns pela iniciativa, vivi boa parte da minha infância ao redor do castelo, conheci a vovó Lídia, tia Quinquinha e tia Lidia, foi de grande importância na minha vida e formação da minha personalidade, aprendi muito com elas, foi nos meados dos anos 70. João Cândido Azambuja jccapaodoleao@hotmail.com

 
^