terça-feira, setembro 25, 2007

Ana Virgínia - caso humanitário (atualizado)

.


Fiquei perplexa com uma notícia que vi no blog da Luci, sobre Ana Virgínia Moraes Sardinha, uma brasileira que está presa injustamente em Portugal. Estou me solidarizando com a família e com os blogs das pessoas querem ajudá-la.

Ela postou dia 12 o seguinte:

ANA VIRGINIA MORAES SARDINHA, brasileira, solteira, administradora de empresa, CPF sob nº 512468645-68, Rg sob nº 03715989-58, SSP/BA, residente e domiciliada na Cidade do Salvador,na Rua Sao Raimundo, 119, apt 1002, Bairro das Merces, que, desde o dia 05 do mes de julho do ano presente se encontra encarcerada no Estabelecimento Penal de Tires, sob nº,202, sob a acusacao de ter contribuido para a morte do filho menor de 06(seis ) anos, Leonardo Brittes Sardinha, cujo corpo foi trasladado para o Brasil e sepultado em Salvador- Bahia.

O relacionamento de ANA VIRGINIA e o jovem de origem português, Nuno Guilherme de Almeida Sampaio, Identidade 10346594/4, residência no Empreendimento Quinta do Sol, casa 50, Lugar de ALBARROIS, Freguesia de Triana, Conselho de Alenquer, foi iniciado há dois anos, em um hotel em que ambos se hospedava, ele em viagem de lazer, ela participando de Capacitação profissional por determinacao da empresa em que trabalhava.

Nuno esta foragido.


O infortunio que ceifou a vida de Leonardo ocorreu quando a mae ministrava medicacao PRESCRITA POR MEDICO BAHIANO, que o acompanhava desde que a enfermidade,epilepsia moderada, se manifestara.

O menor entrou em crise na hora em que ingeria a medicacao, se engasgou, , vindo a falecer, a mae tentou o socorro, acionando o Corpo de Bombeiro, porem, estava em uma terra estranha, sem conhecer para quem recorrer em situacao emergencial.

A constatacao da morte do filho menor, a impulsionou a situacao de tal desespero, que levou-a a cortar os pulsos, que a levou durante dez dias ao estado comatoso.

A situacao de Ana Virginia e desesperadora, com fundamento nos Tratados Internacionais de Direitos Humanos, dos quais Portugal e Brasil, sao signatarios a prisao e absolutamente ilegal, pois, nao foi oferecida denuncia pelo Ministerio Publico e nao ha qualquer prova de que ela assassinado o filho menor impubere.

Segundo os medicos que lhe prestam atendimento, decorrente da violencia fisica sofrida no carcere, ela perdeu os movimentos do braco esquerdo.

A historia e triste e a situacao grave, por favor leiam mais no link abaixo

Vidas Alternativas
, nos links:

Caso Humanitário Na Prisão De Tires e

Caso Humanitário em Tires.Mete Tortura?



Dia 24:


Ana Rosa, irma de Ana Virginia, entrou em contato e trocamos alguns emails ontem.


Ana Virginia tem advogado constituido, e podemos ajudar sim, mas nao devemos tomar atitudes que vao de encontro as leis de Portugal.


Ontem repassei a ela as ideias aqui colocadas por Ronald e Luma e de outros amigos, nao tomei nenhuma atitude sem antes saber o que estaria acontecendo e tambem, obter o consentimento da familia para tanto.



Querida Luci,

Estou a disposicao para qualquer esclarecimento e atualizacao das informacoes. Nao temos muitas novidades apos as ultimas publicacoes:


1 - Afastamos o Dr. Ruy Vieira do caso, pois o mesmo nao estava atendendo, as nossas expectativas quanto ao objetivo pelo qual foi contratado, sequer juntou aos autos a procuracao como advogado do caso


2 - Finalmente esta semana, o hospital deferiu as visitas do casal amigo da famíla.


3 - Eles proprios me relataram o quadro desesperador em que se encontra Ana Virginia, com choros convulsivos, demonstrando toda a sua fragilidade e sensacao de abandono e impotencia.


4 - Ana Virginia esta com um aspecto de quem sofreu um derrame cerebral, como todo o lado esquerdo paralizado, a mao torta e o braco definhado, consequencia das torturas e espancamentos que possivelmente sofreu no presidio de Tires. Continua com fortes dores na bacia, que a impede de sentar e andar normalmente. O hospital nao esta tratando destas lesoes. Suspeito que ela esteja com alguma fissura em algum osso desta regiao.


5 - Nao se teve acesso ao relatorio medico dela no hospital e nem o governo portugues providenciou um exame de corpo delito, muito menos publicou as causas das lesoes.


6- Ela esta com o nervo PLEXO BRAQUIAL comprometido no braco esquerdo, lesao esta devido ao rompimento do ligamento que une o membro espinha dorsal. Dependendo da gravidade o paciente devera se submeter a intervencao cirurgica. Este tipo de lesao e muito grave, inclusive afeta a visao, o que ja esta acontecendo com ela, pois esta com dificuldades de leitura e a sua memoria esta falhando, fazendo com que ela nao consiga lembrar de fatos e de pessoas daqui do Brasil. E claro que o hospital prisional nao esta dando nenhum tratamento medico eficiente a ela, ao contrario, apenas, faz uma fisioterapia e aplica remedios para minimizar as dores. Ana Virgínia nos primeiros 10 dias urrava de dores insuportaveis


7 - Atraves das denuncias do vidas alternativas, na pessoa do DR. Antonio Dória, a provedoria da republica portuguesa esteve la para comecar a apurar os fatos, tentando inclusive dar uma versao que nao comprometesse Portugal.

Quanto a parte juridica dela, agora e que estamos tomando par da situacao com o novo escritorio de advocacia que contratamos. Estamos em momento de transicao, de estudos de estrategias, pois o advogado anterior nao tomou nenhuma acao e agora e que a defesa dela sera construida.

Vi o comentario da denuncia na anistia internacional. Ja enviei um e-mail para eles e me responderam que irao passar adiante.


Se voces, amigos solidarios, tambem se propuserem a dar um reforco, aprovo tranquilamente. Podem fazer a denuncia tambem.

Quanto ao abaixo assinado ao consulado tambem e muitissimo valido. Tambem concordo com a iniciativa de voces.


Estavamos mantendo contato com o Vice-consul Sergio Santos, porem este agora esta no Paraguai. A sua substituta esta a frente do caso. Porem eu mesma estava me correspondendo diretamente com a Consul Geral Adjunta Dra. Vera Behring Delayti(consbras.lisboa@netcabo.pt), inclusive todas as informacoes do caso ela detem, documentos pessoais de Ana virginia etc.



O Itamaraty precisa ter uma postura mais eficiente, eles sao muito moles e omissos. Podem mandar bala no abaixo assinado!


Ainda nao usamos a imprensa (televisao e jornais brasileiros) pq meu pai e contra, entao por enquanto estamos respeitando a vontade dele, mas brevemente teremos que apelar forte, para que as autoridades brasileiras tomem medidas diplomaticas com Portugal.



Estamos tambem esperando que a liberdade controlada dela seja deferida, para que tenhamos certeza de que a incolumidade fisica dela seja respeitada, porque tememos por uma represalia enquanto ela estiver em ambiente prisional. Por enquanto esta ferramenta preferimos nao utilizar.

A situaco esta assim, muita luta, tudo em Portugal e uito dificil, inclusive temos que derrubar o preconceito que eles tem com as mulheres brasileiras, pois acham que somos vadias e prostitutas.


Muito obrigada pelo seu interesse em divulgar nossa historia, que nem sei quando tera um fim.


Pergunto a Deus todos os dias o porque disto tudo, porque levou meu sobrinho, porque tanto sofrimento e quando este pesadelo terminara. Enquanto isto estou aqui firme e forte, farei o que for preciso para traze-la de volta e depois galgar a punicao dos culpados


Email de Ana Rosa para contato:

anarosalima@manaengenharia.com.br






É um caso desesperador. Obrigada a quem quiser cooperar divulgando.



.

7 comentários:

Luci Lacey disse...

Oi Rosa

Obrigada por postar e ajudar.

Este caso precisa de empurrao como o nosso.

Beijinhos

O Meu Jeito de Ser disse...

Rosa meu bem, o pouco que podemos fazer, estamos fazendo e não deixar de fazer.
Estamos em oração, ela e a família precisam muito nesse momento.
Um beijo

Luci Lacey disse...

Rosa

Mimo para vc no Hippos, nao se acanhe em recusar.

Beijinhos

marcia disse...

Rosa, não consegui remontar a história, confesso que não entendi direito. :(

Chawca disse...

è um caso bem tristem tentei formular um post sobre ontem ams tive que ir trabalhar...
O engraçado é que não vi nada na mídia, e isso só prova que a blogosfera tem um potencial enorme..
Parabéns pela iniciativa..
Um beijo

quem tecla não chora disse...

Linkei este texto no meu blog para melhor compreensão do assunto.
Bjj:)

Alessandra disse...

também estou estarrecida com a história.
inseri em meu blog o que tirei do site do terra

www.allessanascimento.myblog.com.br

neste momento infelizmente só nos resta rezar e acreditar que o Itamaraty e as entidades de Direitos Humanos deste país, enfim, tomarão providencias enérgicas.

Só deixo uma questão: se o caso fosse o contrário - uma portuguesa passando por esta situação em terras brasileiras - qual seria a reação do governo português??
Tenho certeza que não tentariam encobrir como estão fazendo por lá!!!

Eles têm uma polícia extremamente incompentente. Basta lembrar do caso Madeleine. Eles acusaram os pais da menina do sumiço da filha.

 
^