quinta-feira, maio 24, 2007

Antônio Carlos Machado

.



Hoje a noite, no Theatro Treze de Maio, com o show Canto de saudade, vai ser feita uma homenagem ao poeta Antônio Carlos Machado, compositor de algumas pérolas da poesia campeira, entre elas Romance na Tafona

Ele foi grande amigo da família e sua partida nos deixou muita saudade.









Romance na Tafona

Maria, florão de negra
Pacácio o negro na flor
Se negacearam por meses
Para uma noite de amor
Na tafona abandonada
Que apodreceu arrodeando
Pacácio serviu a cama e esperou chimarreando
Do pelego fez colchão do lombilho, travesseiro
Da badana fez lençol fez estufa do braseiro
A tarde morreu com chuva
Mais garoa que aguaceiro
Maria surgiu na sombra
Cheia de um medo faceiro
A negra de amor queimava
Tal qual o negro na espera
Incendiaram de amor
A atafona, antes tapera
A noite cuspiu um raio que correu pelo aramado
Queimando trama e palanque
Na hora desse noivado
E o braço forte do negro entre rude e delicado
Protegeu negra Maria do susto desse mandado

(Antonio Carlos Machado/ Luiz Carlos Borges)


A foto é do Diário de Santa Maria e se conseguir o áudio volto para postar.



.

Um comentário:

Ana disse...

Éramos amigos...
Estagiei com ele, na Defensoria Pública da Faculdade de Direito e saí muito na coluna que ele tinha, nA Razão! Hehehehe!
Saudades daquela época!

 
^