terça-feira, maio 10, 2016

10 anos do Rosa 147

.

Hoje, 10 de maio de 2016, o Rosa147 está fazendo 10 anos.
Foram anos de alegrias, aprendizado, amizades, companheirismo. Algumas amizades se consolidaram e estão até hoje em contato pelas redes sociais. Outras, muito queridas daquela época, mesmo estando nas redes sociais, se distanciaram. Outras não estão lá, mas seguido aparecem aqui, mesmo o blog estando tão parado.
Agradeço a todos pelas visitas e comentários. Agradeço à Ana, do Roccana, razão do Rosa 147 existir.

Meu abraço carinhoso a todos.



Este foi o meu primeiro post:


Hoje resolvi começar a escrever alguma coisa no meu blog, que iniciei para poder postar no da Ana.
Vou colocar aqui o que leio e gosto, já que não sou das letras, sou mais das artes...como arteira, não como artista.
O Tabajara recebeu este texto (desconheço o autor) como recordação de um casamento em que ele levou a noiva na fubica (chamamos de fubica nosso Ford 29) para igreja. Não conheço o casal, a Adriana e o Alessandro. Casaram dia 22/04/2006.



AFINIDADE


A afinidade não é o mais brilhante, mas o mais sutil,
delicado e penetrante dos sentimentos.
E o mais independente.
Não importa o tempo, a ausência, os adiamentos,
as distâncias, as impossibilidades.
Quando há afinidade, qualquer reencontro
retoma a relação, o diálogo, a conversa, o afeto
no exato ponto em que foi interrompido.

Afinidade é não haver tempo mediando a vida.
É uma vitória do adivinhado sobre o real.
Do subjetivo para o objetivo.
Do permanente sobre o passageiro.
Do básico sobre o superficial.

Ter afinidade é muito raro.
Mas quando existe não precisa de códigos
verbais para se manifestar.
Existia antes do conhecimento,
irradia durante e permanece depois que
as pessoas deixaram de estar juntas.
O que você tem dificuldade de expressar
a um não afim, sai simples e claro diante
de alguém com quem você tem afinidade.

Afinidade é ficar longe pensando parecido a
respeito dos mesmos fatos que impressionam comovem ou mobilizam.
É ficar conversando sem trocar palavras.
É receber o que vem do outro com aceitação anterior ao entendimento...

Afinidade é sentir com. Nem sentir contra,
nem sentir para, nem sentir por.
Quanta gente ama loucamente,
mas sente contra o ser amado.
Quantos amam e sentem para o ser amado,
não para eles próprios.

Sentir com é não ter necessidade de explicar o que está sentindo.
É olhar e perceber.
É mais calar do que falar, ou, quando falar,
jamais explicar: apenas afirmar.

Afinidade é jamais sentir por.
Quem sente por, confunde afinidade com masoquismo.
Mas quem sente com, avalia sem se contaminar.
Compreende sem ocupar o lugar do outro.
Aceita para poder questionar.
Quem não tem afinidade, questiona por não aceitar.

Afinidade é ter perdas semelhantes e iguais esperanças.
É conversar no silêncio, tanto das possibilidades exercidas,
quanto das impossibilidades vividas.

Afinidade é retomar a relação no ponto em que
parou sem lamentar o tempo de separação.
Porque tempo e separação nunca existiram.
Foram apenas oportunidades dadas (tiradas) pela vida,
para que a maturação comum pudesse se dar.
E para que cada pessoa pudesse e possa ser,
cada vez mais a expressão do outro sob a
forma ampliada do eu individual aprimorado.
Artur da Távola
(Na época eu não sabia procurar o autor na internet)




Desculpem o post tão longo, mas voltei a ler alguns posts antigos e fiquei muito emocionada, principalmente com os comentários feitos no primeiro ano do blog.
Se tiver paciência leia até o fim, você pode estar aí.







Adriana disse...
Rosa , parabens...deixei para voce no meu blog um beijo especial...vai la...
beijos carinhosos do outro lado do oceano
formiguinha disse...
Parabéns pelo aniversário do teu novo filho, seu blog.
Espero poder participar de muitos aniversários dele!
Quanto as proezas dos teus netos, adoraria ler e publicar algumas.
bjs
Clélia Riquino disse...
Rosa, cor-de-rosa, 147

Estou tentando encontrar seu presente de aniversário do blog...
Que este seja o 1° de muitos anos, blogando!

bjos,
Clé
cida disse...
Oi Rosaaaaaaaaaaaaaaaa.
Que o teu blog continue te estimulando mais e mais nas artes, que continues nos presenteando com esse teu carinho e que venham tantos outros anos!!!!!!

Que legal ver que teu blog caminhou por outras bandas, além da proposta inicial. Assim é que tem quer ser, penso, a gente tem uma idéia, mas ela pode se adaptando ao longo do percurso.

Gosto de te visitar aqui e no orkut, por enquanto, mas logo, logo estarei chegando de mala e cuia em Saint Mary.Me aguarda!!!!!

Beijão e parabéns!!!!!!!!!!
marcia disse...
Rosa, há muitos méritos neste blog, mas o maior deles está na blogueira.
a blogueira que não aceita limites, a que dá vazão a sua curiosidade pelo mundo, a que está aberta às pessoas, a que está disposta à interlocução com os outros.
a blogueira pós-moderna que topou viver uma parte importante de sua personalidade aqui.

o teu carinho, o teu humor, a tua inteligência e a tua capacidade de perceber sentimentos importantes fazem de ti uma pessoa bem mais do que especial.

grande beijo.
cida disse...
Voltei só para registrar o 2332!!!!!!!!!!

Hoje é o meu dia de sorte com os palíndromos!!!!!!!

beijos e obrigada pela dica desse presente!
Rosamaria disse...
Adriana
Muito obrigada, cosquirídia!
A-do-rei!!!


formiguinha
Obrigada! Amei o teu blog!


Clélia
Tu não fazes idéia do presente que me deste!


Cida
Obrigada, guria, vou te esperar. E que não seja conversa pra boi dormir! Venha, palindromeira!


Márcia
Obrigada, pinta! Vocês é que me fazem assim por serem tão especiais!


Bjão procês.
Lu disse...
Bah guria, mas tu tá craque no layout do blog heim??? Adoro passear por aqui e "comer com os olhos" estas tuas delícias. Quando eu crescer quero cozinhar que nem tu....hehehehehe. Acho que deverá ser numa próxima encarnação, pois nesta acho que perdi a chance....hehehe. Bjus e Parabéns!!!
Sean Hagen disse...
*



a marcia roubou muito do que eu queria dizer, mas tudo bem.

sabe por que eu venho aqui sempre e sempre quero voltar?
porque vc nos diz a cada post, a cada resposta, que a vida valhe a pena.

e que só vive de verdade quem estiver abero a isso.

tenho muito a aprender com a tua visão de mundo. e com tua capacidade de abrir os braços pra receber quem quer que seja.

beijo enorme, tamanho da minha admiração por ti, 'mami'.




*
clarice disse...
Rosa, falar do teu blog é falar de ti.Além de primas de sangue, somos grandes amigas, quer dizer , nos conhecemos de tudo o sempre.Mas tu me surpreende sempre, cada dia uma Rosa diferente,
sensível,compreensiva e com uma capacidade enorme de amar seja via internet seja,com aquele abraço carinhoso que só tu sabe dar.Agora, a Rosa de garra, de lutar para vencer desafios, de enfrentar, de batalhar pelo que acredita veio com a maturidade.
Guria, tu é que vinho !!!!
Que os anjos te conserve e que todo dia a gente entre aqui e se surpreenda!!!!
Bjos !
Te amo!!!!
Rosamaria disse...
Lu
não perde a chance, guria! aprende antes de crescer que é muito bom.


Sean
claro que a vida vale a pena!
depois de tudo que já vivi, ter o privilégio de poder conviver aqui com vcs já é um motivo!
minha admiração por ti é do mesmo tamanho, filho!


Clarice, minha alma gêmela!
tu sabes das coisas! demorei a entrar na guerra, mas entrei pra ganhar.

nosso amor é tão grande e tão grande, que nunca termina, lalarilala


Bjão procês.
Clélia Riquino disse...
Apesar de não seres morena, Rosa, aí vai, um pouco de Caymmi (na deliciosa voz de Emílio Santiago), pra você:

Rosa Morena
Dorival Caymmi

Rosa morena,
Onde vais, morena Rosa?
Com essa rosa no cabelo
E esse andar de moça prosa
Morena, morena Rosa
Rosa morena, o samba está esperando
Esperando pra te ver
Deixa de lado esta coisa de dengosa
Anda, Rosa, vem me ver
Deixa de lado esta pose
Vem pro samba, vem sambar
Que o pessoal ‘tá cansado de esperar
Ô Rosa, que o pessoal ‘tá cansado de esperar
Morena Rosa, que o pessoal ‘tá cansado de esperar
Viu Rosa, que o pessoal ‘tá cansado de esperar

bjo,
Clélia
Clélia Riquino disse...
obs.: basta clicar no título da música, pra ouvi-la...
Rosamaria disse...
Clélia

vou te contar um segredo: olha minhas fotos de jovem, eu era morena, só fiquei loura pra não ficar velha, hehehe!

obrigada, querida!

bjão.
Clélia Riquino disse...
Então, sem querer, acertei!
Zeca La-Rocca disse...
Bah, RM, perdi o dia do niver!

recebes os parabéns mesmo atrasado?

PARABÉNS!!!

muito bom te ler, saber das tuas coisas... não venho todos os dias, mas sempre passo por aqui, tu sabes.

bjão grande e muitossss anos maissss
Graziana disse...
parabéns querida!
adoro teu blog, adoro vc!
beijos
Rosamaria disse...
Zeca

recebo, sim, obrigada!
eu tb adoro te ler!


Grazi

obrigada, cosquirídia! tu és correspondida!


bjão procês.



7 comentários:

Lúcia Soares disse...

Vida longa ao blog.
Texto lindo.
Há 7 anos a conheço, através do blog. Ainda penso que nos veremos um dia, assim como fui tão longe e abracei a Ivana.
Já contei aqui, em algum post, que adorava ler esse "cosquiridia" e lhe "cobrei" um dia ser chamada assim. rs Felizmente fiz juz a sê-lo, né? Senão vc não me chamaria.
A você e aos seus, sempre juntos, muitas alegrias, Rosamaria, cosquirídia!
Beijo.

Rosamaria disse...

Obrigada, Lúcia!
Tu és uma cosquirídia, sim, desde que te conheci.
Se Deus quiser um dia ainda nos encontraremos!
Bjim, volte de vez em quando pra ver se tem novidades.

✿ chica disse...

Que legal,Rosa.Parabéns pelos 10 anos desse blog e como é legal voltar no tempo e ler os posts e comentários lá do início! Muito bom! Felicidades e que comemoremos muitos anos mais! bjs, tuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuudo de bom,chica

mirella disse...

E de pensar que sou uma dessas amigas que foram ficando ...
Parabens pelo blogversário :)

bjão

Rosamaria disse...

Chica querida, tu não és do tempo que falo, mas tua presença é constante desde que me achaste. Sempre que posto, o que é muito raro, fico logo esperando o teu comentário.
Muito obrigada!
Chego aqui e fico com vontade de voltar.
Bjim

Rosamaria disse...

Obrigada, Mi!
Coisa boa que tu és uma que das que ficaste até agora e para sempre!
Bjim, cosquirídia.

Maria Gloria D'Amico disse...

Rosa, boa noite! Parabéns pelo blog, pelos 10 anos de 'arte' e de tanta simpatia, mesmo te conhecendo por pouco tempo. Uma simpatia mesmo!
A afinidade é mesmo independente, tudo acontece sem que se ajeite nada, ou há ou não há.
Um beijo, com ótimos dias.

 
^