segunda-feira, novembro 01, 2010

Monteiro Lobato, racista?

.


Vi lá no Scriptus Est:




O que lembro de minha infância como leitora? Da coleção de capa dura verde água, dos livros de Monteiro Lobato. Os livros com bastante texto e poucas ilustrações. Assistia Sítio do Pica-Pau Amarelo... Queria ser Narizinho, ter uma boneca como Emília, conhecer os melhores quitutes do mundo que eram feitos por Tia Nastácia, enfim... Eu queria  passar um tempo naquele mundo!
Me formei em pedagogia e aprendi na faculdade que Monteiro Lobato, além de visionário foi o maior escritor infantil -- e assim  foi até ontem. Algum educador não conhece Monteiro Lobato?
Meu filho, no início deste ano, precisava levar para o colégio um livro para  leitura. Escolheu levar um livro de Lobato e a professora ficou muito feliz! A felicidade foi tanta que no final do ano, a turma vai fazer apresentação sobre as histórias do livro.
Lucas me disse ontem: "Monteiro Lobato é o melhor escritor do mundo! " Pois, agora a obra de Lobato é considerada racista, veja Aqui
Mas vejam só, o CNE terá trabalho em analisar as obras de diversos autores para as crianças entenderem o que é certo e errado. Quem disse que o CNE está correto? Cresci lendo Lobato e não sou racista! Meu marido leu a infância inteira e também não é racista! Meu filho lê Lobato e não tem um pingo de racismo!


Continuem lendo lá no Scriptus Est e divulguem. Repassem pelo twiter (eu não tenho) o abaixo assinado em defesa de Lobato. Leiam e assinem AQUI. 



.

12 comentários:

http://graceolsson.com/blog disse...

Rosa,para mim, Monteiro é tudo de bom. ele e aturma da Moranguinho, lembra?


kkkk
Minha filha tem 24 anos mas é apaxionada pela Emilia e a Moranguinho....

Letícia Losekann Coelho disse...

É de se indignar, né Rosinha? Onde já se viu dizer que a obra de Lobato é racista? Fiquei muito brava e espero que o MEC não abone tal disparate!
Beijos

Luma Rosa disse...

É flor!! Também estou deveras indignada e escrevi um postezito pedindo que o povo assine uma petição. Se não assinou, vai lá!! Beijus,

Palavras Vagabundas disse...

Já asssinei! Achei um absurdo... minha coleção era igualzinha a sua com a capa verde.
Acho que o problema não é ser racista e a Emília ser contestadora!
abs
Jussara

Anônimo disse...

APOSTO que tu não é negra

Delícias da Andréa disse...

Voltei!
Gosto do seu blog.
Amo as obras de Lobato, é tudo de bom! Tudo me faz lembrar a minha infância.O racismo quem é o próprio homem, rs.

Beth/Lilás disse...

Ah, Rosa, uno-me a você e a tantos milhares de brasileiros indignados com esta idiotice!
Onde já se viu uma coisa dessas!
Se for assim, então muitos outros escritores brasileiros terão que ser banidos de nossa literatura.
Coisa de quem não tem o que fazer, sabia?
beijos cariocas

Anônimo disse...

Alguns trechos das obras de Monteiro Lobato:

"Não sei o que isso é, mas coisa boa não há de ser, não deixe, Sinhá"
Todos riram da pobre preta. ("Monteiro LObato, Peter Pan, Ed Urupês, página 222)

"Só tomo leite", explicou a linda princesa. "Tenho medo de que o café me deixe morena".
"Faz muito bem", dise Emília. "Foi de tanto tomar café que tia Nastácia ficou preta assim". (pag 190)

Mas a obra-prima do racismo foi "O Presidente Negro". Vocês vão cair para trás!
http://www.scarium.info/2009/resenhas/o-presidente-negro-sintese-do-pensamento-racista-de-monteiro-lobato/

Banir não é o caso, mas também não se pode expor crianças a isso, não é? E a auto-estima das crianças negras, como fica?

T.t.T disse...

É Lamentável e deveras!
Que Lobato é irrefutávelmente o maior escritor de histórias infantisum gr é fato. Que ele é racista é mais do que fato,é notório, só ver quem naõ quer,não temos como negar! Os Negros representados na obra são inferiorizados não só pelos brancos como tambem pela Boneca.Imagine só uma BONECA,tem opinião,possui uma certa inteligencia enquanto os negroS são burros, parecem com macacos e outras coisitas mais.Há ai um processo de zoomorfização,uma espécie de Vitimas Algozes.Imagine uma criança negra lendo estas Historias,em que momento ela vai se encontrar nelas?Afinal de contas ninguem quer ser burro,parecer com macaco,ter uma perna só ou ser empregado de alguem,até vcs que comentaram não mecionaram o saci como um "idolo".Pois bem esta é a referencia social e étnica que nosso ilustre Monteiro Lobato nos deixou!
Creio que esta situação poderia ser solucionada se houvesse nas escolas um modelo de acompanhamento de Leituras criticas,como sei que não ha, sou a favoor da extinçao de algumas falas para que não sejam reproduzidos mais Ninas Rodrigues.
E tenho Dito!

M.M disse...

Sim, Monteiro Lobato definitivamente é racista. Quem diz o contrário provavelmente nunca sofreu na pele a questão do racismo, eu apesar de nunca ter sofrido este tipo de crime (POIS ISTO É CRIME)sou a favor sim da da exclusão da literatura de Monteiro Lobato para as crianças, pois como foi dito no comentário anterior aonde as crianças negras se reconhecerão ao ler 'as caçadas de pedrinho' e similares?? Crianças não nascem racistas,nem preconceituosas mas são literaturas e pensamentos como esses que estão impregnados na sociedade de tal forma que perpetuam o crime de racismo na nossa cultura. Gente, o problema do racismo não pertence a apenas uma pessoa, mas sim a sociedade como um todo.

Anônimo disse...

Qdo adolescente escrevi sobre racismo. Muitas vezes não o percebemos em nossos discursos coloquiais.
A linguagem é permeada por valores culturais subliminares, escondidos até para quem a usa.
Claro e óbvio que o discurso de alguém do início do século XX seja permeado por racismo e classismo.
Era a realidade da época. Não podemos execrar todas as vozes daquela geração.
Eu li Monteiro Lobato e via o tio Barnabé como um sábio muito valorizado pela dona Benta e Pedrinho. O Saci é um herói de esperteza ajuda Pedrinho a enganar a Cuca.
Temos que cuidar para que a caça às bruxas não fomentem um racismo invertido.
Será que não perceberemos nenhum traço de racismo ou classismo em Machado de Assis?

Anônimo disse...

Qdo adolescente escrevi sobre racismo. Muitas vezes não o percebemos em nossos discursos coloquiais.
A linguagem é permeada por valores culturais subliminares, escondidos até para quem a usa.
Claro e óbvio que o discurso de alguém do início do século XX seja permeado por racismo e classismo.
Era a realidade da época. Não podemos execrar todas as vozes daquela geração.
Eu li Monteiro Lobato e via o tio Barnabé como um sábio muito valorizado pela dona Benta e Pedrinho. O Saci é um herói de esperteza ajuda Pedrinho a enganar a Cuca.
Temos que cuidar para que a caça às bruxas não fomentem um racismo invertido.
Será que não perceberemos nenhum traço de racismo ou classismo em Machado de Assis?

 
^