domingo, maio 10, 2009

PARA VOCÊS MEUS FILHOS E PARA MINHA MÃE

Tenho guardada há tempos estas poesias e trago hoje, no Dia das Mães, especialmente para os meus filhos e para a minha mãe. Ambas são autorizadas gentilmente pela autora, Sylvia Cohin, do blog Chave da Poesia.
Obrigada, Sylvia! E que tenhas um Feliz Dia das Mães.





Para vocês, Meus Filhos !



Não, eu não quero falar pra vocês, filhos meus,
de dores do parto, de noites em claro,
nem de sobressaltos...

Não quero falar de dedicação, muito menos
de sacrifícios e renúncias!
Nossa conversa hoje é outra, bem diferente...
Para mim, este dia é todo de vocês, meus filhos!

Que mulher plena e realizada seria eu
não fossem vocês os responsáveis por isto?

Que braços de mãe eu teria sem vocês?

Como saber o tamanho do meu coração
se vocês não o dimensionassem?

Como descobrir as fibras "que se desdobram"
se vocês não as tivessem encontrado
dentro de mim?



Quem mais além de vocês, poderia, acordando
em mim tanta coragem, despertar a compreensão,
exercitar a temperança, desafiar meus defeitos,
apontar-me falhas e me fazer melhor?

Não, hoje não quero flores...
Antes quisera ter um jardim para lhes dar
e que a Vida fosse bem mais florida!

Também não quero recompensas...
A verdade é que foi pouco o que dei,
para o muito que tenho recebido de vocês!

Sabemos que não tem sido fácil...
Nesta caminhada, quantas vezes os magoei?
Quanta paciência já precisaram encontrar!
Sabe-se lá quanto já trincaram os
dentes, zangados, e eu do alto de minha
onipotência "era a mãe" que... não percebia!!

Como é difícil, filhos meus, essa coisa
de ser mãe, mas também de ser filho!

Crescemos, todos! Vocês e eu.
Melhor dizendo, estamos crescendo...

Lentamente, no compasso do Tempo,
desabrochando entendimento,
ajustando nossos idiomas à linguagem
do amor, derrubando muros,
construindo pontes...

Assim, escolhí falar hoje de outras coisas:

Dizer do meu orgulho.
Imenso orgulho desses filhos sempre retos,
que aprenderam o valor do trabalho,
que são pessoas de bem, preparados para a vida,
inseridos na realidade do mundo em que vivem,
que são cidadãos conscientes e principalmente
seres humanos de rara beleza.

Quis o destino que neste dia,
tivéssemos um oceano a nos separar...(?)

Quanto já pensei nisto!
Em contrapartida a distância ajusta o foco...
Posso vê-los inteiros, sentí-los,
muito, muito perto... aqui, dentro de mim...
e quanto me emociona o que vejo!

Não foi este o mundo que sonhei para vocês!
Nós, os pais, sonhamos tantas coisas
e muitas vezes esquecemos de realizá-las
ou fazemos tudo errado!
Nós, os pais, somos também muitas vezes crianças
e queremos colo, recusamo-nos a crescer,
esquecemos como é ser filho
e ficamos aflitos tentando ser pais...

Que este dia lhes revele um mundo de gratidão.
Que haja paz em seus corações
e a certeza de que foram os filhos sonhados
que fizeram de mim a pessoa que sou, sua mãe!

Com este Abraço de Ternura
segue junto todo o Amor que sei amar
e meu beijo mais carinhoso.
E quando rolar a lágrima da saudade,
saibam que hoje me basta sentir o seu afago,
a certeza de nossa amizade franca e sólida
e a alegria infinita de sabê-los
Filhos Meus!




Meus filhos

Faço minhas as palavras de Sylvia.

Beijos com muito carinho, amo vocês mais do que possa explicar.


Flavinho, não fica triste porque não pudeste vir
( na realidade tu nunca saíste daqui).


UPDATE:

Ele veio. Perdeu o ônibus, mas veio de carro, viajando 12hs pra passar o dia comigo.
Obrigada, meu Deus, pelos filhos maravilhosos que Tu me deste!


~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~






TENHO SAUDADES TUAS...



Tenho saudades tuas
minha mãe…
Vivo a vaguear
entre ruínas
de uma guerra sem fim,
por entre esquinas
que me rasgam por dentro
a perguntar
porque te foste embora
antes do tempo…

Tenho saudades tuas,
do teu colo,
do teu olhar calado,
do teu modo
de proteger e amar
sem alarido…

Do teu silêncio
que parecia um grito…

De dormir enrolada
no teu seio,
de como me sentia
protegida…

Vou seguir-te algum dia
nesta elipse
que é também ser mãe,
deixar raízes,
continuar aqui
neste deserto
a perguntar,
estejas longe ou perto:
porque te foste embora tão depressa?

Tenho tantas saudades
minha mãe!


Estas rosas são pra ti, mãe querida!

.

13 comentários:

Beth/Lilás disse...

Linda esta poesia, não conhecia, amei!
Tenha um feliz dia das mães junto aos seus queridos filhotes e marido.
beijos grandes cariocas

Ronald disse...

Pois é, a poesia diz tudo.

Tenha um dia das mães à altura daquilo que você mais que merece, pela pessoa extraordinária e amiga.

Um beijão

Meire disse...

Rosa, feliz dia das maes a vc e a todas as suas leitoras,
Bjs

Aninha Pontes disse...

Rosa querida, muito linda a poesia.
Traduz extamente o que sentimos. O orgulho de ser mãe.
O agradecimento por tudo que eles fizeram por nós.
Que você tenha um dia lindo e muito feliz, que esteja rodeada de alegria junto aos seus amores.
Marido, filhos e netos.
Um beijo super especial

Odele Souza disse...

Rosa,

Está lindo este teu post dedicado a teus filhos e à tua mãe. A poesia é mesmo muito bonita e diz muito sobre muitas mães. E pra você deixo o meu abraço pelo dia de hoje.

Sylvia Cohin disse...

Caríssima Rosa,
Há momentos que calamos porque a palavra é muito pouco para 'dizer', e nós, mães, biológicas ou não, somos quem fala a linguagem do silêncio nos momentos mais significativos, em contraposição ao tanto que falamos vida fora, rs!

Através deste post dedicado à sua família, você me fez parte desse Universo incomensurável e irmanado de amor.

Receba os melhores votos de uma vida intensamente feliz ao lado desses filhos lindos e parabéns!
Muito obrigada, um forte abraço.
Sylvia Cohin

Rosamaria disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...

Minha Santa Mãezinha!
A Divindade da maternidade ocorre todos os dias. Todos os dias meninas, senhoras mulheres tornam-se mães. Sejam por forças biológicas ou afetivas de doação à quem não teve a felicidade de conhecer sua progenitora.
Com certeza em ti encontramos a conjunção de dois eventos fantásticos: a biologia e a inexorável força de vontade de criar indivíduos (para nossa felicidade).
Saiba que não consigo ter nenhuma lembrança amarga ou triste de minha juventude ou minha infância, pois foram todas sabiamente conduzidas por uma MÃE que soube dosar momentos de conflito que hoje nos vêm a lembrança de forma muito bem humorada.
Esta capacidade de amar e traduzir momentos "tensos" em alegria são digna de uma pessoa que consegue reunir todos estes atributos fantásticos e elogiáveis em uma só pessoa.
Minha MÃE.
Ou como costumo dizer minha SANTA MÃEZINHA.
Saiba que eternamente te amaremos.
Beijos do "More"
Sílvio.

ROSIDAH disse...

What a wonderful tribute to your Mom and the children! Happy Mother's Day, Rosamaria :)

Anônimo disse...

Rosinha
Tudo o que somos hoje devemos a vocês, todas as noções de honestidade, de sabedoria são exemplos que tivemos quando crianças e que são presentes inestimáveis. Fiquei pensando... fiquei 24 hs dirigindo e 8 hs aí convivendo com vocês, gostaria que fosse o inverso,mas valeu cada segundo. Um beijão
Flávio

Rosamaria disse...

Beth
Obrigada, que teu dia também tenha sido muito feliz, carioca!

Ronald
A poesia é mesmo linda, obrigada!

Meiroca
Obrigada, cosquirídia, por mim e por elas.

Aninha
Obrigada, cosquirídia! Graças aos desejos de vocês eu consegui.

Odele,
mulher maravilha,obrigada!

Sylvia
O mérito é todo teu! Obrigada, muito obrigada!

Mi Negrito
Tu me deixaste emocionada com teu comentário.
É, AGORA a gente ri dos momentos de conflitos, né? Que bom que fazemos assim!
Mas tu sabes que vocês, meus filhos, são minha vida, minha alegria de viver, juntamente com as gurias.(e o Tata também, pq se eu não falo nele vai ficar com ciúmes, hehehe), e o que eu mais quero é que vocês sejam sempre unidos em todas as situações da vida. Obrigada por seres este filho carinhoso, amigo, compreensivo.
Te amo, te amo, te amo!
Bjãããooo.

Rosidah
Thank you! The same to you.

Flavinho
Tu me deste a maior surprêsa que tive na vida! Tu só me deste alegrias por ser o filho maravilhoso que sempre foste. Obrigada, meu filho!
Tudo o que disse pro Sílvio vale pra ti também.
Vocês são dimaiiissss!
Te amo de montão.
Bjãããoo.


Beijo grande pra todos vocês.

Ana disse...

Os comentários dos guris são tudo que qualquer mãe gostaria de ouvir!

"Parabéns", Rosinha! Por teus filhos e pela tua vocação para a maternidade, no sentido mais bonito que esta palavra possa ter!

Beijos e muitos dias assim!!
Com poesia e filhos por perto!

Rosamaria disse...

Anabacana, muito obrigada, cosquirídia! Tu tens a mesma vocação, parabéns pra ti também!
Bjim.

 
^