quarta-feira, março 05, 2008

Inimigos

.


Vera Pinheiro


A qualidade dos relacionamentos de uma pessoa não se avalia pelo número de amigos que ela tem nem pela quantidade de inimigos que acumulou ao longo da existência.

Inimigo é uma palavra forte, precisamos de coragem para assumir que os temos. Substituímos por um nome mais ameno, por exemplo, desafeto. Quantos se opõem a nós, são nossos rivais, adversários ou inimigos? Alguns são declarados; outros, ocultos. Uns mostram a cara; outros falam pelas costas. Uns se admitem como tal; outros se fingem de amigos. Uns se manifestam; outros jamais revelam o que são. Com uns e outros precisamos conviver da forma mais pacífica possível.


...


De minha parte, quero que meus inimigos vivam bastante e com saúde. Que seus dias sejam de completo estado de alegria, em meio à grande felicidade, que sejam prósperos, ricos, e tenham grandes amigos. Sejam eles muito amados, tenham a mesa farta, a casa sempre em festa e a família em volta. Que sejam pessoas realizadas, sem dívidas nem pecados, com projetos bem-sucedidos, sonhos realizados, e tenham paz de espírito, fé e harmonia em suas vidas. Que tenham o olhar animado e em suas bocas haja riso, que não encontrem motivos para queixas e tudo traga alegria e bem-estar. Que meus inimigos, quem quer que seja e assim se identifique, vivam completamente felizes todos os dias, a cada minuto, para todo o sempre.

Não preciso desejar isso aos meus amigos, eles já têm tudo e mais terão. Não preciso querer tudo isso para mim, pois já tenho e mais terei de tudo quanto dou. Minha defesa contra a inimizade é ser feliz, desejar felicidade e ter confiança inabalável na sabedoria da vida, em seus mistérios, e no poder de um Ser Divino que cuida por mim do que não posso e desvia do meu caminho o que não presta. Minha vingança é a alegria de ser melhor do que os inimigos. Eles nunca se demoram ao meu lado porque não dou espaço que está ocupado com afetos e amigos. Inimigos não suportam felicidade, por isso vão embora, a gente fica em paz, e contra eles nada é melhor que ser feliz de modo insuperável!

(*) Crônica publicada no jornal A Razão (www.arazao.com.br), de Santa Maria, RS, edição de 1º e 2 de março de 2008.


Não coloquei toda a crônica de propósito para que vocês visitem o blog da Verinha. Vale a pena!


.

7 comentários:

Lilica Mora Aqui disse...

Olá Rosa, vim te conhecer e achei tudo cor-de-rosa, lindo!

Tem muita coisa interessante para ler, voltarei outras vezes.

Pegue o que quiser do "Lilica Mora Aqui", a casa é sua. Se quiser deixar comentários, eles serão bem-vindos também. abraço

Luci Lacey disse...

Oi Rosa

Muito bom mesmo.

Vou visita-la.

Beijinhos, paz e felicidade para todos.

Anônimo disse...

Kennedy dizia:
Perdoe seu inimigo, mas nunca esqueça o seu nome.

To indo visita a Verinha.
Beijos

meire

Adelino disse...

Rosamaria, gostei do que li e vi no seu blog.

Eu tenho uma filosofia de vida que funciona bem, e até me parece que vai de encontro a um ensinamento do Mestre, embora isso seja coisa minha: "A melhor forma de responder uma pessoa que nos tenha ofendido e tratá-la bem, com cortesia, pois o sentimento de culpa é um dos piores castigos. E que fique com ela".

Espero voltar mais vezes, e apareça por lá. Será um prazer. Muito grato,

Meire disse...

este ultimo comentario era meu "meiroca" rs

luma disse...

Perfeito!!
Nem procuro saber quem são os meus inimigos, se é que tenho. Sou um pouco lesa e não tomo muito cuidado com os amigos oportunistas também! Posso viver iludida, mas vivo!! Beijus

Simone corpomente e artes disse...

Oi os orientais diem que o inimigo é um mestre ele mostra onde estão nossos pontos fracos,onde precisamos melhorar.bjs. Simone.

 
^